O aluno do 9º termo do curso de Engenharia Civil da Toledo Prudente Centro Universitário, Felipe Pires Chaves já colhe bons frutos de sua pesquisa ‘Lodo de Estação de Tratamento de Água’.
 
O aluno, que é bolsista do Programa de Iniciação Científica Toledo (PICT), estuda a inserção de lodo de estação de tratamento de água junto à argila para a composição de elementos cerâmicos, como tijolos, telhas e outros.
 
Felipe integra o grupo de iniciação científica da Toledo Prudente que estuda resíduos de diversas espécies e que conta com a coordenação do professor Elton Prado.
 
“Adicionando o lodo, podemos reduzir a quantidade de argila no material cerâmico, já que a argila é cada vez mais escassa na natureza. Além de poupar o meio ambiente, reduzimos o custo para o consumidor final e claro, fazendo a utilização de um elemento que também viraria descarte, que é o lodo”, explica o coordenador do projeto.
 
O aluno diz que por outro lado, quando se faz a inserção do lodo, o material perde um pouco a resistência e por isso, foi elaborada a inserção  cinzas da cana-de-açúcar, que auxilia na devolução da resistência necessária do material.
 
“Agora, estamos em uma fase estratégica, verificando a durabilidade do material cerâmico, realizando testes com ataques de fungos e bactérias e claro, o de usabilidade, que são extremamente importantes para atestarmos que os materiais são resistentes e duráveis, ou seja, com viabilidade para inserção no mercado”, diz.
 
Paralelamente às atividades práticas de pesquisa, o aluno está em fase de produção de um artigo científico sobre esse estudo, cujo artigo será publicado na Revista Internacional ‘Construction and Building Material’ ou em português, ‘Materiais de construção civil’.