Não é novidade que a excelência do ensino na Toledo Prudente é facilmente detectada por meio de conquistas e resultados oficiais de seus professores, colaboradores e alunos.
 
Atualmente, todos os alunos formados na Toledo Prudente, saem com diploma já reconhecido pelo Ministério da Educação, o MEC.
 
Isso significa que além do mercado, o órgão oficial que trata dos assuntos relacionados a educação no Brasil, também reconhece a qualidade dos cursos da Toledo Prudente.
 
Luciana Cerqueira Pecin (Foto 1) faz faculdade de Arquitetura e Urbanismo e diz que quando escolheu a Toledo Prudente já sabia que o reconhecimento não demoraria para sair.
 
“Eu escolhi pela seriedade, pela qualidade na educação, excelência no ensino e acima de tudo, por saber que ter um diploma Toledo Prudente reconhecido pelo MEC faz toda diferença para o profissional se diferenciar no mercado de trabalho”, diz.
 
Mariana Castaldeli Bocal Ribeiro cursa o 8º termo do curso de Administração na Toledo Prudente. Ela ressalta que perante o ingresso no mercado de trabalho, o reconhecimento dos cursos vem confirmar a diferenciação do aluno perante os seus concorrentes em processos seletivos.
 
 
 
 
Cursando o 4º termo do curso de Marketing, Adrielle da Silva Parducci enfatiza que sair da faculdade já com um diploma reconhecido pelo MEC é indispensável, pois confere imediata credibilidade no profissional que está concluindo o ensino superior.
 
“Por si só, o diploma com reconhecimento já me abre portas, onde quer que eu vá e claro, contribui muito pra minha força de perfil em relação aos meus trabalhos e até na disputa de vagas no mercado de trabalho”, comenta.
 
Gustavo Martinez Borges (Foto 2) formou-se em 2018 no curso de Direito da Toledo Prudente Centro Universitário. Ele ressalta que o Estatuto da OAB exige que o profissional da área porte um diploma ou certidão de graduação em Direito, obtido em instituição de ensino cujo curso tenha reconhecimento.
 
“Portanto, não ter um diploma reconhecido pelo MEC é um obstáculo para uma possível inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil e claro, atuação na área”, diz.
 
Por que é importante saber se o curso é reconhecido pelo MEC?

 
Um diploma de nível superior só tem validade se for emitido por um curso reconhecido pelo Ministério da Educação.
 
O aval do MEC é a certeza de que sua graduação terá valor oficial em todo o Brasil e será bem aceito no mercado de trabalho. Por isso é tão importante saber se o curso que você pretende fazer é reconhecido.
 
O diploma reconhecido pelo MEC abre portas. Com ele você pode, por exemplo, fazer o registro Conselho Regional da sua profissão – essa filiação é condição legal obrigatória para o exercício de algumas atividades, como Direito, Arquitetura e Urbanismo, Enfermagem, etc.
 
Com um diploma avalizado pelo MEC, você também estará apto a prestar concursos públicos que exijam nível superior. É outro grande campo de possibilidades que se abre para você.
 
Além disso, o próprio mercado de trabalho faz sua triagem de acordo com os currículos dos candidatos. E aí, é claro, o nome da faculdade pesa muito. Uma instituição e um curso bem avaliados pelo MEC aumentam suas chances de conseguir aquela vaga tão desejada.