Já é conhecido que o curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente tem os melhores resultados.  O último Enade, divulgado pelo MEC – Ministério da Educação e Cultura, avaliou o curso com a nota máxima 5.
 
Na edição anterior, em 2015, Ciências Contábeis também alcançou o conceito máximo e o coordenador, Fabio Ibanhez Bertuchi, comemora a permanência do curso na elite do cenário educacional. “O curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente se mantém como o melhor curso da região, com a nota máxima no Enade. Essa nota representa todo o trabalho que fazemos mostra e que estamos no caminho certo”, comenta.
 
Bertuchi completa ainda, que “o conceito dessa avaliação demonstra que o projeto pedagógico é adequado, os professores são capacitados e os alunos empenhados”.
 
A egressa do curso, Lilian Solano Yano, participou da última avaliação e ficou satisfeita com o bom desempenho. “Essa é a certeza de que escolhemos a instituição certa para estudar e traçar nossa carreira”, conta.
 
Para Yano, o bom resultado contribui ainda com o sucesso profissional. “Colocar no currículo que você estudou na Toledo Prudente, uma instituição que tem qualidade no ensino, pode abrir muitas portas”, completa.
 
A reitora, Zelly Machado, comemora e parabeniza os envolvidos. “Todo resultado positivo da Toledo Prudente, para nós, é uma comemoração e uma forma de reconhecer que estamos no caminho certo. O curso de Ciências Contábeis é muito organizado, os professores têm experiência, os alunos têm uma vivência prática e isso contribui com o bom desempenho no Enade”, salienta.
 
“Para nós foi um grande presente. O resultado dessa avaliação reflete a qualidade do curso da Toledo Prudente. Parabenizo a todos: alunos, professores, colaboradores, coordenação e direção”, completa a reitora.
 
Na noite desta terça-feira (08), alunos, professores e a direção se reuniram para comemorar a nota 5.
 
O Enade
O Enade – Exame Nacional Desempenho dos Estudantes avalia o rendimento dos concluintes dos cursos de graduação em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares dos cursos, o desenvolvimento de competências e habilidades necessárias ao aprofundamento da formação geral e profissional, e o nível de atualização dos estudantes com relação à realidade brasileira e mundial.