Uma equipe da Toledo Prudente Centro Universitário venceu a 2ª Competição de Julgamento Simulado da Corte Interamericana de Direitos Humanos realizada no final da tarde desta quinta-feira (26) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB – SP).
 
Das 40 equipes participantes do evento, a Toledo Prudente é a primeira colocada na competição, tendo vencido a USP – Universidade de São Paulo na fase final.
 
A Toledo Prudente Centro Universitário é a única instituição de ensino superior da região de Presidente Prudente a ser convidada para participar do evento, que é inspirado na tradicional Inter-American Human Rights Moot Court Competition (IMOOT), que ocorre anualmente na American University, Washington. D.C., a qual promove debates acerca da proteção dos Direitos Humanos no espaço internacional.
 
“A competição tem um nível altíssimo com estudantes de Direito de renomadas instituições de ensino superior como USP, FMU, Anhembi Morumbi, Mackenzie e levar esse título para Presidente Prudente e região contra a USP é no mínimo gratificante e faz valer a pena todo o esforço e dedicação durante os grupos de estudos e agora é se preparar ainda mais para o evento em Washington”, complementa a dupla vencedora da Toledo Prudente, João Pedro Gindro e Guilherme de Oliveira Tomishima.
 
Sobre - A competição é norteada pelo julgamento de um caso hipotético de violação de direitos humanos no âmbito do Sistema Interamericano de Proteção aos Direitos Humanos. 
 
De um lado, encontra-se uma equipe formada por dois oradores representando as vítimas em busca da condenação do Estado, do outro, uma equipe formada por dois oradores representando a defesa do Estado.
 
O julgamento simulado da Corte tem como objetivo promover o debate sobre temas atuais dos direitos humanos, fomentar o aprendizado sobre o funcionamento do Sistema Interamericano de Direitos Humanos e estimular o exercício pedagógico de pesquisa e oralidade dos estudantes. 
 
Além da oportunidade de vivenciar a prática do Sistema Interamericano de Direitos Humanos e participar de discussões dos mais relevantes temas da atualidade, os estudantes também têm a oportunidade de conhecer profissionais da área, como advogados, defensores públicos, promotores, magistrados, ativistas de ONGs de proteção aos direitos humanos e outros.  
 
Participaram ainda desta renomada competição em São Paulo, as instituições USP, Mackenzie, UENP, Unitoledo Araçatuba, FMU, Anhembi Morumbi e Universidade São Judas Tadeu.
 
Veja o momento do anúncio do resultado: