Caroline Nader Gervasoni, 26, formada em Direito pela Toledo Prudente acaba de receber o prêmio como campeã do XI Concurso de Poesia da OAB-SP. A advogada concorreu com outros 200 profissionais. 
 
Ela conta que sempre gostou de escrever e desde pequena teve aptidão porque era incentivada pela mãe. “Enquanto ela fazia as tarefas de casa ia me ditando palavras e frases. Durante o período escolar sempre produzi textos poéticos, contudo, o interesse maior pela poesia surgiu quando eu estava na sétima série do ensino fundamental”, conta Caroline. 
 
Escrevendo sobre temas diversificados, a advogada ganhou o concurso com a poesia “Sou”, que trata de aspectos subjetivos sobre o ser e o tempo. 
 
“Não imaginava que seria escolhida entre tantos advogados e excelentes escritores, principalmente por ser meu primeiro ano exercendo a profissão de advogada. Fiquei realmente muito feliz com a conquista”, comenta. 
 
A solenidade de entrega da premiação aconteceu no dia 07 de outubro no Salão Nobre da OAB em São Paulo. Caroline recebeu premiação em dinheiro e livros. 
 
Atualmente Caroline é aluna do curso pós-graduação em Direito Penal e Processo Penal da Toledo Prudente Centro Universitário. 
 
 
Poesia vencedora do concurso!
 
 
SOU
 
Hoje eu sou o tempo
O tempo em mim está
E esse tempo que hoje eu sou
Amanhã não existirá
 
Será? Não sei. Não há quem saiba
Mas assim melhor é
O enigma é um aliado
Eu sou enigma, eu sou vítima, eu sou ré
 
Permito que você também seja
Só um conselho: use precaução!
Inocência desmedida machuca
Eu sou flor, eu sou espinho, eu sou arranhão
 
Da ferida que se forma,
A cicatriz que restará.
Hoje eu sou o tempo
E você o que será?