Não é novidade que a Toledo Prudente aprova mais alunos de Ciências Contábeis do que as médias nacionais, estaduais e regionais.
 
Informações oficiais do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) acabam de ser liberadas e confirmam mais uma vez a excelência da Toledo Prudente.
 
Segundo dados que acabam de ser liberados pelo órgão oficial, a média de aprovação nacional do Exame de Suficiência Contábil em 2017 foi de 26,14%. Já a média estadual é de 30,93% e a porcentagem de aprovados da região sudeste em 2017 é de 31%. 
 
Enquanto isso, a média anual de aprovação do curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente é de 58,18%, portanto superior às médias nacionais, estaduais e da região sudeste anteriormente citadas.
 
 
Segundo o coordenador do curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente, Fábio Ibanhez Bertuchi, o curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente novamente mostrou sua força e diferencial, ficando de novo à frente de todas as instituições de ensino superior da região, com média de aprovação acima das obtidas em níveis nacionais e estaduais.
 
“Isso é mais um resultado de excelência que demonstra que temos corpo docente qualificado e comprometido, matriz curricular alinhada com as necessidades específicas do mercado de trabalho, além de procedimentos de ensino eficazes que diferenciam o aluno Toledo Prudente da concorrência”, complementa.
 
Lucas Negrão é aluno do 3º termo do curso de Ciências Contábeis da Toledo Prudente. Segundo ele, no momento da escolha do seu curso, já tinha antes de tudo, escolhido a Toledo Prudente Centro Universitário. “É por esses e outros resultados que fiz a minha escolha e tenho certeza de estar no caminho certo e em breve, quando chegar a minha vez de fazer o Exame de Suficiência, quero fazer parte de mais um belo resultado de excelência”, ressalta.
 
 
Sobre - Também conhecido como Exame do CFC ou Exame do CRC, o Exame de Suficiência Contábil é um teste que comprova o conhecimento mínimo necessário para que profissionais de Ciências Contábeis possam exercer as suas prerrogativas funcionais no mercado de trabalho.
 
O Exame de Suficiência Contábil foi criado em 1999 e o primeiro período de avaliações durou até o ano de 2004, ano que o exame foi suspenso. Em 2010, o projeto de lei do exame de suficiência contábil (Lei 12.249/2010) foi aprovado, retomando as avaliações em 2011.