A Toledo Prudente Centro Universitário oferece aos alunos, apoio psicopedagógico de forma gratuita. O objetivo é melhorar o desempenho nas atividades acadêmicas e contribuir com o crescimento pessoal e profissional. O atendimento, realizado pela psicopedagoga e mestre em educação, Neuza Gibim, auxilia o aluno em suas necessidades. Acadêmicos de todos os cursos podem participar. 
 
A psicopedagoga da Toledo Prudente, Neuza Gibim, explica que os alunos podem agendar um horário, procurando a secretaria da coordenação dos cursos. “Após preencher a ficha, e analisar cada caso, vamos construindo juntos metodologias para atingir o objetivo do aluno”, completa. “Nosso trabalho é de auxiliar o acadêmico nas suas necessidades, a maioria passa por uma dificuldade, mas muitos não, buscam o atendimento para otimizar os estudos, melhorar o aprendizado, ganhar tempo, organização, construir uma metodologia de estudo, ou melhorar questões emocionais”, informa.
 
Camila Maciel da Silva Sene, aluna do 3º termo do curso de Arquitetura e Urbanismo, faz os atendimentos com a psicopedagoga. Ela conta que assim que chegou, a coordenadora do curso, Julia Fernandes Guimarães, a incentivou participar, pois era muito tímida e isso afetava seu desempenho. “Eu tinha dificuldade de ler diante às pessoas. Depois dos encontros, consegui apresentar os seminários, fazer novas amizades e tirar dúvidas com os professores”, afirma.
 
A mãe da aluna, Marilene Maciel da Silva Sene, também constatou as mudanças. Segunda ela, a filha era tímida mesmo entre a família e após o atendimento psicopedagógico ela melhorou. “A Neuza é uma profissional muito atenciosa, a cada encontro vejo a evolução da Camila. Sou muito grata a isso.” 
 
O estudante do 3º Termo do curso de Direto, Vinícius Henrique Rodrigues, conta que ainda no primeiro ano de faculdade decidiu buscar ajuda no atendimento psicopedagógico. “No ano passado, em meu primeiro ano de faculdade, senti que seria interessante organizar melhor os estudos. Assim que conheci o trabalho da Neuza, marquei um horário e o frequento até hoje. O trabalho organizou minha forma de estudar, ou seja, ela ensinou técnicas que contribuíram com o método de ensino. As notas do primeiro para o segundo semestre aumentaram significativamente, e isso é devido ao trabalho dela”, conta.
 
O trabalho psicopedagógico também é desenvolvido juntos aos professores e coordenadores dos cursos, explica Neuza. “Com o apoio dos professores, conseguimos identificar casos de alunos que precisam de ajuda, observando notas baixas, número de faltas ou o desempenho dos trabalhos em grupo, por exemplo. 
 
Serviço: para agendar um encontro com a psicopedagoga, o aluno pode se dirigir até a secretaria da coordenação dos cursos e escolher um dos horários disponíveis para atendimento.