A Empresa Júnior Toledo (EJT) comemora 25 anos nessa sexta-feira (16). Ao longo do tempo, 129 empresas passaram por diversos projetos desenvolvidos pelos alunos. A EJT realiza atendimentos às organizações com prestação de serviços de consultoria empresarial nas áreas de finanças, recursos humanos, marketing, estratégia e operações.

Fundada em 1993, por meio da iniciativa dos professores Andrea Pennacchi (in memorian) e Álvaro Barboza, a Empresa Júnior Toledo é um núcleo de prática profissional da área de negócios. É constituída e gerida pelos alunos dos cursos de graduação da Toledo Prudente Centro Universitário, sob a orientação e supervisão de professores. O objetivo principal é proporcionar uma integração teórico-prática de seus membros com o mercado de trabalho.

Os discentes são responsáveis pelo atendimento e execução dos projetos, com a supervisão dos professores condizentes das áreas de atuação. A estudante do 5º Termo de Ciências Contábeis da Toledo Prudente, Alice Yukari Sato é, atualmente, consultora na EJT. “Fazer parte da Empresa Júnior é incrível, você aprende muita coisa e desenvolve muitas habilidades. É como ter uma família, um apoia o outro”, ressalta. Ainda sobre o aniversário ela afirma que “eu espero que a Empresa Júnior cresça e que muitos alunos tenham a mesma experiência que eu tive, pois é sensacional”.

De acordo com a supervisora de prática profissional, Fernanda de Lima Bagli, a experiência adquirida na Empresa Júnior Toledo permite ao aluno atuar em todas as áreas da gestão de qualquer organização devido à diversidade de trabalhos realizados, e também prepara os estudantes que têm interesse em abrir o próprio negócio. “Tudo aquilo que é aprendido em sala de aula torna-se muito mais fácil quando o aluno vivencia na prática, possibilitando a atuação a nível estratégico. A opção de participar da Empresa Júnior certamente é um grande investimento a longo prazo”, completa.

A Empresa Júnior já ofereceu serviços às organizações de diversas áreas, como a Unimed de Presidente Prudente. Isabel Rizo, controller e gestora de Pessoas da Unimed, já conhece o trabalho de pesquisa de mercado da EJT. “Nós utilizamos a pesquisa para entender como a Unimed estava posicionada, quais os pontos fortes e fracos em relação às concorrentes e qual era a satisfação dos nossos beneficiários. Para nós, esse trabalho é fundamental tanto para as organizações como para os alunos que ganham conhecimento.

O que dizem os antigos alunos?

Camila Mescoloti foi diretora de projetos da Empresa Júnior nos anos de 2015 e 2016. A egressa, que concluiu o curso de Administração da Toledo Prudente no ano passado, conta como foi a experiência de ter contribuído com a EJT. “É muito gratificante ter participado da Empresa Júnior, não só pelos 25 anos que ela completa, mas por ter agregado tanto aprendizado na minha vida profissional, a junção da teoria com a prática fez toda diferença”, salienta.

Graduado em Gestão Financeira, atualmente cursando MBA em Controladoria e Finanças, Gabriel Camargo, foi analista de Controladoria Junior, na EJT de 2014 a 2017. Ele diz que sua conquista está ligada aos ensinamentos da Empresa Júnior. “Tudo que já conquistei, e por onde passei, é por causa da EJT, os dois empregos que tive, se iniciaram em uma consultoria da Empresa Júnior. Trabalhei com pessoas excelentes e todo o ensinamento contribuiu para minha evolução como profissional”, lembra.

A supervisora de práticas complementa que com o fluxo de atividades cada vez mais dinâmico e a exigência de multitarefas, as empresas buscam profissionais flexíveis. “Todas essas habilidades podem ser encontradas nos membros da Empresa Junior Toledo, pois o ambiente de trabalho e a demanda de atividades exige que eles atendam esses pré-requisitos”, destaca Bagli.